Ezequiel 46 - Bíblia NBV    O Príncipe

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48


1 “Assim diz o Soberano, o SENHOR: A porta leste do pátio interior ficará fechada durante os seis dias de trabalho. Mas no sábado e no dia da lua nova ficará aberta. 2 O príncipe chegará até o pórtico de entrada da passagem e ficará junto à porta. Os sacerdotes prepararão para ele o seu sacrifício queimado 101 e as ofertas de gratidão; 102 ele poderá adorar dali, mas não entrará no pátio interno por aquela porta. Apesar disso, ela ficará aberta todo o dia, até o pôr-do-sol. 3 O povo adorará o SENHOR em frente a essa passagem para o pátio interno, nos sábados e nas luas novas.
4 O sacrifício queimado trazido pelo príncipe diante do SENHOR, no dia de sábado, será de seis cordeiros e um carneiro adulto, todos sem defeito. 5 Fará uma oferta de cereais, uma arroba de trigo ou cevada pelo carneiro adulto, e a quantidade que quiser para cada um dos cordeiros. Para cada arroba, deverá derramar um galão de azeite sobre a oferta, no altar. 6 Na comemoração do novo mês, 103 no entanto, além dos seis cordeiros e um carneiro adulto, o príncipe deverá sacrificar um novilho. Os animais terão de ser perfeitos. 7 Como oferta de cereais, dará uma arroba de trigo ou cevada pelo novilho e pelo carneiro. Dará o que puder para cada cordeiro. Também dará um galão de azeite para cada arroba de cereal. 8 Quando vier adorar, o príncipe entrará no salão da passagem leste e voltará pelo mesmo caminho. 9 “Mas o povo que vier adorar o SENHOR nas festas anuais terá de atravessar o pátio externo. Quem entrar pelo portão norte terá de sair pelo portão sul, e quem entrar pelo portão sul terá de sair pelo portão norte. Ninguém sairá pelo portão por onde entrou. 10 Nessas ocasiões o príncipe entrará no templo junto com o povo. Quando o povo se retirar, o príncipe sairá também.
11 “Nas festas especiais e solenidades anuais, a oferta de cereais será sempre uma arroba de cereais para cada novilho ou carneiro adulto; pelos cordeiros, o príncipe oferecerá quanto quiser. Para cada arroba, será oferecido um galão 104 de azeite. 12 Quando o príncipe vier ao templo para oferecer um sacrifício queimado ou uma oferta de gratidão, 105 os sacerdotes abrirão a porta leste do pátio interno. Ele fará seu sacrifício queimado, suas ofertas de gratidão, como faz nos sábados. Quando ele se retirar, os sacerdotes fecharão a porta da passagem leste do pátio interno.
13 “A cada manhã, os sacerdotes oferecerão um cordeiro de um ano como sacrifício queimado ao SENHOR. 14 Também trarão uma oferta de cereais diariamente, pela manhã; essa oferta será de um sexto de arroba de trigo ou cevada, misturado a um terço de galão de azeite. Esta ordem deverá ser obedecida sem falta, para sempre. 15 Todos os dias, pela manhã, os sacerdotes prepararão o cordeiro, a oferta de cereais e o azeite. Essas três coisas serão completamente queimadas sobre o altar, pela manhã, diariamente.
16 “Assim diz o Soberano, o SENHOR: Quando o príncipe der um pedaço de suas terras como presente a um de seus filhos, ele se tornará dono daquelas terras para sempre. É sua herança para sempre. 17 Se o príncipe der um pedaço de terra a um de seus servos, como presente, a terra só pertencerá ao servo até o ano da libertação. Depois disso, a terra voltará a pertencer ao príncipe. Somente a terra dada aos filhos do príncipe como herança não voltará a pertencer a ele. 18 O príncipe fica proibido de tomar para si terras que pertençam ao povo. Ele não poderá explorar o povo! Quando quiser deixar herança a seus filhos, que deixe de suas próprias terras! Assim o meu povo não perderá suas terras e não precisará ficar mudando sua morada de um lado para outro”.
19 Depois de ouvir tudo isso o homem me levou através da porta lateral que fica junto à entrada principal do pátio interno até as salas separadas para os sacerdotes, as salas que davam para o lado norte. Bem no fundo da fileira de salas, havia uma porta que abria para o oeste. 20 Ele me disse: “É ali que os sacerdotes cozinham e comem a carne dos sacrifícios pela culpa, dos sacrifícios pelo pecado e as ofertas de cereais. Entrando por aquela porta lateral, eles não precisam levar as ofertas santificadas ao pátio externo, onde elas entrariam em contato com o povo ainda impuro”.
21 Então ele me levou para o pátio externo e me mostrou os quatro cantos do pátio. Em cada canto havia uma área cercada. 22 As quatro áreas eram do mesmo tamanho: vinte metros de comprimento por quinze metros de largura, incluindo as paredes. 23 Na parte baixa dos muros que cercavam as quatro áreas, havia fogões de pedra, com fornos na parte de baixo. 24 O homem me explicou que naquelas áreas os levitas que serviam o povo cozinhavam os sacrifícios trazidos pelas pessoas.

NOTAS
101 Ou “holocausto”.
102 Ou “de comunhão” ou “de paz”.
103 Isto é, da lua nova.
104 Ou “him”.
105 Ou “de comunhão” ou “de paz”.


Ez 45Left

RightEz 47