Gênesis 29 - Bíblia NBV    Estudio Bíblico

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26

27 28 29 30



1 Jacó continuou a sua viagem e chegou à terra do Oriente.
2 Quando ia chegando, viu ao longe três rebanhos de ovelhas deitados próximos a um poço no campo, pois esses rebanhos bebiam daquele poço, que era coberto por uma grande pedra.
3 Quando todos os rebanhos se ajuntavam, os pastores removiam a pedra da boca do poço e davam de beber às ovelhas. Depois tapavam outra vez o poço com a pedra.
4 Jacó chegou até onde os pastores estavam, e perguntou-lhes: “Meus amigos, de onde vocês são?”
“De Harã”, responderam.
5 Jacó perguntou-lhes: “Vocês conhecem Labão, filho de Naor?”
Eles responderam: “Certamente!”
6 Jacó indagou novamente: “Ele está bem?”
“Sim, ele está bem!”, disseram eles. “Olhe, ali vem vindo Raquel, a filha dele, com as ovelhas.”
7 Então ele disse: “Ainda é dia, e é muito cedo para recolherem os rebanhos. Deem de beber às ovelhas e as levem ao campo novamente”.
8 “Não podemos”, responderam eles. “Enquanto não se ajuntarem todos os rebanhos e não for removida a pedra da boca do poço, não daremos de beber às ovelhas.”
9 No meio da conversa, chegou Raquel com as ovelhas de seu pai, porque era pastora.
10 Quando Jacó viu Raquel, filha de Labão, irmão de sua mãe, e as ovelhas de Labão, aproximou-se, removeu a pedra da boca do poço e deu água ao rebanho de seu tio Labão.
11 Depois disso, Jacó beijou Raquel e se emocionou profundamente.
12 Jacó então contou a Raquel que era seu primo, por parte do pai dela. Disse que era filho de Rebeca, tia de Raquel. Então ela correu e contou tudo a seu pai.
13 Assim que Labão ouviu as notícias a respeito de Jacó, filho de sua irmã, correu ao seu encontro, abraçou-o e o beijou. Em seguida, levou-o para sua casa, e Jacó contou tudo o que tinha acontecido durante a sua viagem.
14 Então Labão lhe disse: “Você é realmente da minhaprópria carne e do meu sangue!” 29 Jacó já estava um mês na casa de Labão,
15 quando este lhe disse: “Não é porque você é meu parente, que vai ficar trabalhando de graça para mim. Diga-me, quanto você quer receber de salário?”
16 Labão tinha duas filhas; o nome da mais velha era Lia, e o da mais nova, Raquel.
17 Lia tinha aparência singela, 30 mas Raquel era uma mulher muito bonita.
18 Jacó gostou de Raquel e disse: “Trabalharei sete anos para você para poder casar-me com Raquel, sua filha mais nova”.
19 Labão respondeu: “Prefiro dá-la a você a entregá-la a algum homem estranho. Fique aqui comigo”.
20 Assim, Jacó trabalhou sete anos para Labão para poder casar-se com Raquel. Ele a amava tanto que os sete anos pareceram poucos dias.
21 Quando passaram os sete anos, disse Jacó a Labão: “Dê-me a minha mulher, pois já venceu o prazo, para que eu me case com ela”.
22 Labão convidou todo o povo daquele lugar e fez uma grande festa.
23 À noite, Labão entregou sua filha Lia a Jacó, e Jacó deitouse com ela.
24 (Labão deu sua serva Zilpa a Lia para ser serva dela.)
25 Quando amanheceu, Jacó viu que havia dormido com Lia (e não com Raquel). Por isso Jacó disse a Labão: “Por que o senhor fez isso comigo? Eu não trabalhei por amor a Raquel? Por que você me enganou?”
26 Labão respondeu: “Aqui não é o costume casar a filha mais nova antes da mais velha.
27 Espere terminar esta semana de núpcias e lhe daremos a mais nova, em troca de mais sete anos de trabalho para mim”.
28 Jacó concordou. Quando passou aquela semana da festa de casamento, Labão lhe deu sua filha Raquel por mulher.
29 (Labão deu sua serva Bila para ser serva de Raquel.)
30 Jacó deitou-se com Raquel. Ele a amava mais do que a Lia, e trabalhou mais sete anos para Labão.
31 Quando o SENHOR viu que Lia era desprezada por Jacó, fez com que ela tivesse filhos; Raquel, porém, não podia ter filhos.
32 Lia ficou grávida e deu à luz um filho, e deu-lhe o nome de Rúben, pois disse: “O SENHOR viu a minha aflição. Agora o meu marido me amará”.
33 Lia engravidou novamente, e quando deu à luz disse: “O SENHOR ouviu que eu era desprezada e me deu este filho”. Por isso, chamou-o de Simeão. 31
34 Lia engravidou outra vez e, quando deu à luz o terceiro filho, disse: “Desta vez, meu marido se unirá a mim, porque lhe dei três filhos”. Por isso chamou-o de Levi. 32
35 Lia engravidou mais uma vez e, quando deu à luz um filho, disse: “Desta vez louvarei o SENHOR”. Por isso deu-lhe o nome de Judá. 33 Então parou de ter filhos.

NOTAS
29 Em hebraico “meu osso e minha carne”.
30 Em hebraico “tinha olhos baços”.
31 Simeão significa “ele ouviu”.
32 Levi quer dizer “apego”.
33 Judá significa “motivo de louvor”.


Gên. 28Left

RightGên. 30