Isaías 1 - Bíblia NBV

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66


1 Estas são as mensagens que Isaías, filho de Amoz, recebeu de Deus nas visões que teve, durante os reinos de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias, reis de Judá. Nessas mensagens, Deus mostrou a ele o que iria acontecer a Judá e Jerusalém.
2 Céus, terra, escutem! Escutem o que o SENHOR diz:
“Os filhos que eu criei, os filhos que eu ajudei a crescer e ficar fortes, se revoltaram contra mim.
3 O boi conhece o seu dono, e o jumento conhece o dono da sua manjedoura, mas o meu povo, Israel, não tem conhecimento, o meu povo nada compreende”.
4 Ah, que nação pecadora, que povo carregado de pecado! A culpa do povo de Israel é tão grande que eles andam curvados com o peso do seu pecado! E isso é de família; os filhos são iguais aos pais! Eles vivem para a maldade! Abandonaram o SENHOR e desprezaram o Santo de Israel. Viraram as costas para ele.
5 Ah, meu povo, vocês ainda não se cansaram de ser castigados? Vão me obrigar a continuar castigando vocês? Vão continuar revoltados contra mim? Toda a cabeça está ferida, todo o coração está enfermo.
6 Vocês estão doentes da cabeça aos pés, cheios de feridas abertas, sujas, cheias de sangue e de pus, feridas que nunca foram enfaixadas nem tratadas com azeite!
7 A terra de vocês está sendo destruída. As cidades foram queimadas. As suas plantações estão sendo tomadas e devastadas pelos inimigos, enquanto vocês olham sem poder fazer nada.
8 Só ficou a sua capital, Jerusalém, 1 como se fosse uma tenda do vigia numa plantação de uvas, como uma cabana numa plantação de pepinos, 2 como uma cidade sitiada.
9 Se o SENHOR Todo-poderoso 3 não tivesse poupado alguns de nós, já estaríamos completamente arrasados como Sodoma e Gomorra.
10 Escutem o que o SENHOR diz, líderes de Israel, vocês que são iguais aos homens de Sodoma! Escutem, vocês que são iguais ao povo de Gomorra, escutem o que o SENHOR tem a dizer!
11 “Já não suporto mais os seus sacrifícios. Chega! Não quero mais a gordura dos seus carneiros. Não tenho prazer no sangue dos novilhos gordos, dos cordeiros e dos bodes. 12 Quando vocês vêm à minha presença com seus sacrifícios, quem pediu isso de vocês?
Quem pediu que viessem colocar os pés nos meus pátios?
13 De que adianta trazerem ofertas inúteis? O incenso que vocês queimam para mim cheira mal.
Suas festas religiosas — a Lua Nova, os sábados, os seus jejuns — não passam de mentiras!
E não há nada que eu odeie tanto quanto uma religião fingida!
14 Eu não aguento mais todas essas festas. Elas se tornaram um fardo para mim; já nem posso olhar para essas cerimônias!
15 De agora em diante, vocês podem orar com as mãos levantadas para o céu, mas eu não vou atender! Podem fazer muitas orações, mas eu não ouvirei nenhuma delas. E sabem por quê?
Porque as suas mãos estão sujas com o sangue das suas vítimas inocentes.
16 Lavem-se! Limpem-se de seus pecados! Não quero mais ver todas essas maldades. Parem de fazer o mal!
17 Aprendam a fazer o bem, a ser honestos, a agir com justiça. Ajudem aqueles que são explorados; defendam o direito dos órfãos; protejam as viúvas.
18 “Venham, vamos discutir este assunto juntos!”, diz o SENHOR “Por mais vermelhas que sejam as manchas dos pecados que vocês cometeram, eu limparei essas manchas completamente e as deixarei brancas como a neve fresca. Mesmo que os seus pecados sejam vermelhos como sangue, eu os deixarei brancos como a lã!
19 Se ao menos vocês me obedecessem, poderiam comer dos melhores frutos que esta terra produz.
20 Mas, se continuarem rebeldes, não se dispondo a ouvir o que eu digo, serão mortos pela espada”. Eu, o SENHOR, falei!
21 Ah, Jerusalém! Antes você era a minha esposa fiel; agora você age como uma prostituta!
Antes você era cheia de justiça, na qual habitava a retidão, mas agora a cidade é habitada por bandos de assassinos!
22 Antes você era valiosa como prata pura, agora é um monte de metal sem valor! Antes você era como o melhor vinho, mas agora o seu vinho ficou aguado!
23 As suas autoridades se revoltaram contra Deus e fizeram amizade com ladrões. Aceitam dinheiro e presentes como suborno. Não dão atenção aos direitos dos órfãos e não defendem a causa das viúvas.
24 Por isso, o Soberano, o SENHOR dos Exércitos, o Poderoso de Israel, anuncia:
“Vou ajustar as contas, vou castigar duramente os meus inimigos!
25 Vou limpar Israel de toda a sua sujeira, como o fogo queima o metal sem valor e remove todas as suas impurezas.
26 Restaurarei os seus juízes e conselheiros sábios, como você tinha no princípio. Então você voltará a ser chamada a cidade de justiça e a cidade fiel”.
27 Os judeus de Jerusalém que se arrependerem e voltarem a obedecer ao SENHOR, sendo justos e bondosos, serão salvos por ele.
28 Mas os rebeldes que insistem em viver pecando e abandonam o SENHOR serão completamente destruídos.
29 Vocês, que adoravam os carvalhos sagrados e os bosques sagrados que tanto apreciavam, ficarão cobertos de vergonha.
30 Vocês murcharão como uma árvore velha, 4 secarão como um jardim que não é regado. 31 O homem mais forte e poderoso em Israel será como a palha; as grandes maldades que os judeus fizeram serão a chama que queima toda a palha, e ninguém conseguirá apagar esse incêndio.

NOTAS
1 No hebraico “a filha de Sião”.
2 Ou “melões”.
3 Ou “o SENHOR dos Exércitos” ou “o SENHOR do Universo”.
4 Ou “terebinto”.


RightIs 2