Romanos 7 - Bíblia NBV

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16



1 Meus irmãos, será que vocês que conhecem a lei ainda não compreendem que, quando uma pessoa morre, a lei não tem mais nenhum poder sobre ela? 2 Deixem-me ilustrar: Quando uma mulher se casa, fica presa pela lei ao marido enquanto ele viver. Se, contudo, ele morrer, ela não estará mais ligada a ele. As leis do casamento não mais se aplicam a ela. 3 Ela poderá, então, casar-se com outra pessoa se assim o quiser. Isso estaria errado enquanto ele estivesse vivo, porém está perfeitamente certo depois da morte do marido. 4 Assim, meus irmãos, vocês também morreram para a Lei; e isso aconteceu por meio do corpo de Cristo, para pertencerem a outro, isto é, àquele que ressuscitou dos mortos, para que vocês também possam produzir bom fruto, isto é, boas obras para Deus. 5 Quando a velha natureza ainda os dominava, havia desejos pecaminosos agindo dentro de vocês, dando-lhes vontade de fazer tudo aquilo que Deus não quer, produzindo obras pecaminosas, o fruto para a morte. 6 Agora, entretanto, vocês foram libertos da Lei, porque morreram para aquilo que antes os prendia. Assim, agora vocês são livres para servir a Deus não da maneira antiga, obedecendo à velha forma da Lei escrita, mas da maneira nova, obedecendo ao Espírito de Deus. 7 Será que estou sugerindo que a Lei de Deus é má? Claro que não! Eu não teria conhecido o pecado, a não ser pela Lei. Eu não conheceria o que é cobiça se a lei não dissesse: “Não cobice!” 52 8 O pecado, no entanto, se aproveitou dessa Lei para despertar em mim todo tipo de desejo cobiçoso. Somente se não houvesse leis para serem quebradas é que não haveria pecado. 9 Antes eu vivia sem a Lei, mas quando a Lei veio ela despertou o pecado em mim e então eu morri. 10 Portanto, no que dizia respeito a mim, a boa Lei que deveria mostrar-me o caminho da vida, em vez disso me trouxe a morte. 11 O pecado me enganou, tomando as boas leis de Deus e usando-as para me fazer culpado de morte. 12 Mas, como vocês veem, a Lei em si é santa, justa e boa. 13 Mas como pode ser isso? A Lei que era boa me levou à morte? De forma alguma! Foi o pecado que fez isso. Pois o pecado, usando o que era bom, me trouxe a morte para que ficasse bem claro o que o pecado realmente é. Porquanto o pecado utilizou-se das boas leis de Deus para seus próprios fins perversos. 14 Sabemos que a Lei é espiritual, 53 e a dificuldade não está com ela e sim comigo, pois estou vendido como escravo ao pecado. 15 Não entendo o que faço. Pois realmente quero fazer o que é correto, porém não consigo. Faço, sim, aquilo que eu odeio. 16 Se faço o que não quero, isso prova que a Lei em si é boa. 17 Nesse caso, não o posso evitar por mim mesmo, porque já não sou eu que estou fazendo, mas o pecado que está dentro de mim. 54 18 Eu sei que estou completamente corrompido no que diz respeito à minha velha natureza pecaminosa. Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo fazê-lo. 19 Quando quero fazer o bem, não o faço; e o mal que não quero fazer, esse eu acabo fazendo. 20 Ora, se estou fazendo aquilo que não quero, é simples dizer onde está a dificuldade: É o pecado que ainda está dentro de mim. 21 Quando quero fazer o bem, faço inevitavelmente o que é mau. 22 Quanto à minha nova natureza, eu tenho prazer na Lei de Deus; 23 contudo existe uma outra lei atuando nos membros do meu corpo, que está em guerra com a minha mente, fazendo-me prisioneiro da lei do pecado que age no meu corpo. 24 Que situação terrível, esta em que me encontro! Quem é que me livrará deste corpo que me leva à morte? 25 Mas graças a Deus por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor! Em minha mente eu sou escravo da Lei de Deus; mas na minha natureza carnal 55 sirvo a lei do pecado.

NOTAS
52 Ou “Não tenha maus desejos em seu coração”.
53 Ou “divina”.
54 Ou “o pecado que habita em mim”.
55 Ou “com a carne”.


Rm 6Left

RightRm 8