INSTITUTO EVANGÉLICO BEM DO BRASIL

O que é um escriba?

Escribas

  1. Entre os judeus, aquele que lia e interpretava as leis.
  2. Profissional que copiava manuscritos ou escrevia textos ditados.

O que a Bíblia diz sobre escribas?

Os “escribas” eram os especialistas na interpretação da Lei Mosaica – o conjunto de mandamentos que Deus deu a Moisés, registrados nos livros do Êxodo, Levítico e Deuteronômio. Por isso mesmo, em algumas passagens dos Evangelhos – p. ex. Lucas capítulo 7, versículo 30 – os escribas também foram chamados “doutores da lei”. Cabia ainda aos escribas copiar os rolos contendo os textos da Bíblia Hebraica (Velho Testamento), já que naquela época não havia imprensa.

O grupo de escribas, com essas funções, surgiu no tempo do exílio de Israel na Babilônia, no século VI Antes de Cristo. Antes dos escribas assumirem esse papel, suas tarefas cabiam aos sacerdotes. Mas durante o exílio, como a classe sacerdotal entrou em declínio, surgiu um vazio, pois era preciso ter pessoas para ensinar e interpretar os mandamentos, bem como fazer cópia dos livros da Bíblia. Aí surgiram os escribas.

Quando parte do povo de Israel retornou à Palestina, conforme o relato dos livros de Esdras e Neemias, os escribas já estavam em evidência. Tanto assim, que Esdras, um dos líderes do movimento de retorno, era escriba (capítulo 7, versículos 6, 11 e 21). No livro de Neemias (capítulo 8, versículos 1 a 8), Esdras aparece ensinando a Lei para o povo de Israel.

Ao longo do tempo, os escribas começaram a ser corrompidos pela ganância e/ou pela vaidade (já que ocupavam posição muita importante na sociedade judaica).

Com o tempo, os escribas passaram a dar mais importância às próprias interpretações dos mandamentos de Deus do que ao texto das Escrituras. E algumas dessas interpretações chegavam às raias do ridículo – por exemplo, no que tange ao cumprimento do sábado, tornou-se proibido até pentear os cabelos ou curar doentes.

E isso explica porque os escribas entraram em choque com Jesus. Nosso Salvador falava com autoridade e não admitia esse tipo de postura legalista, que impunha peso indevido ao povo judeu.

Várias partes da Bíblia provavelmente foram escritas por escribas. Dois escribas importantes mencionados na Bíblia são Baruque e Esdras. Baruque trabalhava para o profeta Jeremias, que ditava suas palavras de profecia para ele (Jeremias 36:32). Esdras era um sacerdote, escriba e doutor da Lei de Deus que voltou do exílio na Babilônia e liderou um avivamento religioso judaico (Esdras 7:6).

Além desses escribas, outros podem ter contribuído para a Bíblia. Vários dos livros históricos e/ou as fontes originais que foram usadas para escrevê-los provavelmente foram escritos por escribas. Outros profetas além de Jeremias podem ter contratado o serviço de escribas para registrar suas palavras.

No Novo Testamento, os escribas judeus eram também doutores, ou mestres, da Lei. Além de copiar os textos sagrados, eles se dedicavam à interpretação e aplicação da Lei de Moisés. Eles eram parecidos com professores de teologia. Os escribas ensinavam a Lei e sua interpretação aos outros judeus e eram muito respeitados por seu conhecimento.

Em várias ocasiões, Jesus repreendeu os escribas (mestres da lei) por seus ensinamentos errados (Mateus 23:13-15). Muitos escribas davam mais valor às regras da tradição do que às leis de Deus! Por causa disso, vários escribas se tornaram inimigos de Jesus e participaram da conspiração para matá-lo.

Assim, penso que ficou claro quem eram os escribas e sua função.