INSTITUTO EVANGÉLICO BEM DO BRASIL

O que a Bíblia diz sobre Intercessão?

Intercessao

A intercessão é quando alguém faz uma oração a Deus em favor de outra pessoa (Efésios 3:14). Jesus Cristo sempre intercedia pelas pessoas (1 João 2:1).

O que é intercessão

Interceder é colocar-se no lugar de outro e pleitear a sua causa, como se fora sua própria. É estar entre Deus e os homens, a favor destes, tomando seu lugar e sentindo sua necessidade de tal maneira que luta em oração ate a vitória na vida daquele por quem intercede.

O que é preciso para ser um intercessor?

Há muitas definições que nós poderíamos dar sobre intercessão. A mais simples está na Bíblia: “Orai uns pelos outros”. (Tg 5:16). Ela está cheia de exemplos: Abraão suplicou por Ló e este foi liberto da destruição de Sodoma e Gomorra; Moisés intercedeu por Israel apóstata e foi ouvido; Samuel orou constantemente pela Nação; Daniel orou pela libertação do seu povo do cativeiro;Davi suplicou pelo povo; Cristo rogou por Seus discípulos e fez especial intercessão por Pedro; Paulo é exemplo de constante intercessão. Toda a Igreja é chamada ao fascinante ministério da intercessão.

Intercessor é o que vai a Deus não por causa de si mesmo, mas por causa dos outros.Ele se coloca numa posição de sacerdote, entre Deus e o homem, para pleitear a sua causa.

Quem é o nosso Intercessor diante de Deus?

Pelo pecado o homem é separado de Deus o Pai. Foi Jesus quem morreu na Cruz pelos pecados do homem. Ele é o nosso Intercessor diante de Deus. Deus o Pai aceitou este sacrificio e resssuscitou Jesus no terçeiro dia. Cada pessoa que acredita em Jesus Cristo que Ele morreu no Cruz por seus pecados, recebe vida eterna e o Espírito Santo. O Espírito Santo é também nosso Intercessor porque Ele ajuda-nos em oração.

João 14:6

Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

Romanos 8:26-27

E aquele que esquadrinha os corações sabe qual é a intenção do Espírito: que ele, segundo a vontade de Deus, intercede pelos santos. E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

Qual é a diferença entre oraçaõ e intercessão?

Intercessão é dar à luz no reino do espírito às promessas e propósitos de Deus. É uma oração para que a vontade de Deus seja feita na vida de outros; é descobrir o que está no coração de Deus e orar para que isso se manifeste. Outra coisa é fazer uma oração apenas por vocçê mesmo e seus problemas pessoais.

Qual é a diferença entre oraçaõ e súplica?

Etimologicamente, podemos considerar a palavra do hebraico, grego e português. É interessante estudarmos o significado das palavras nas línguas originais, porque em assim fazendo temos um entendimento melhor do que elas significam.

Paga (hebraico) – Vem da raiz de uma palavra que significa ”colidir pela violência” . Paga, segundo a Concordância de Strong, quer dizer: “colidir, encontrar, por acidente ou violência, ou (figuradamente) pela importunação. Vir (entre), suplicar, cair (sobre), fazer intercessão, interceder, pleitear, prostrar, encontrar com (juntos), suplicar, orar, alcançar, correr”. É esta palavra usada em Isaías 55:12; Jeremias 7:16; 27:18; 36:25.
Súplica não é uma oração tranquila, simples, calma, é lutar espiritualmente por alguém ou algum objetivo.

Qual é o objetivo da intercessão?

Interceder é ver a necessidade da intervenção de Deus nas mais diversas situações. É captar a mente de Cristo, de modo a ver as circunstâncias como Cristo as vê, e unir-se a Ele em súplica para que Deus se mova de tal maneira que Sua vontade e propósito Divinos sejam cumpridos nas vidas dos homens e das nações.

Quais são os benificios da oraçaõ

Cientistas da Universidade Duke confirmaram que a oração pode influenciar a capacidade orgânica de enfrentar doenças. Quando a pessoa ora ou canta músicas religiosas, é fortalecido o lobo frontal, parte do cérebro que ativa o sistema imunológico. De acordo com o mesmo estudo, a pessoa que tem fé vive 25% mais que os descrentes. Além disso, tem mais saúde física e mental, pressão arterial normal e um sistema de defesa orgânica muito mais forte.

O envolvimento religioso reduz o estresse psicológico. Isso diminui a inflamação e a taxa de encurtamento dos telômeros nas células. Isso explica por que as pessoas mais religiosas vivem em média 7 a 14 anos a mais, segundo pesquisas.

Foram cinco anos de pesquisas e 16 estudos médicos sobre o assunto. Para o pesquisador Dale Matthews, da Universidade de Georgetown, em Washington, a crença espiritual, que poderia perfeitamente ser traduzida como confiança em Deus, parece contribuir para que as pessoas superem mais rapidamente as doenças ou a depressão, convivam melhor com males crônicos e sejam menos propensas ao suicídio.

Homens que frequentam regularmente cultos religiosos têm 40% menos possibilidades de sofrer um ataque cardíaco. Para o médico Carl Thoresen, da Universidade de Stanford, os religiosos costumam cuidar mais da saúde e se envolvem menos com fatores de risco, como uso de drogas, violência e álcool.

PÍLULAS DE ESPERANÇA

A Bíblia está repleta de promessas que servem como fundamento da saudável confiança que devemos alimentar em Deus: “Lembrem-se de que Eu estarei com vocês todos os dias, até o fi m dos tempos” (Mateus 28:19). "Não tenha medo, pois Eu o salvarei. Quando você atravessar águas profundas, Eu estarei ao seu lado, e você não se afogará. Quando passar pelo meio do fogo, as chamas não o queimarão" (Isaías 43:1, 2).